Total de visualizações de página

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Ele sorria


Ele sorria





Levantava cedo com o velho despertador.
Despertava da dor da vida o velho trabalhador.

Mas ele sorria com uma xícara de café e
seu pão amanhecido.

Mas ele sorria...

Trabalho duro na construção e sem instrução
ganhava pouco o moço envelhecido.

Mas ele sorria...

Marmita fria com ovo e farinha e um pé de
moleque de sobremesa, era tudo que ele
tinha.

Mas ele sorria...

Dormia cedo e cansado, mas com seu amor
do lado ele amanhecia.

Ele e ela sorriam...









O NOVO POETA. (W.Marques).

Um comentário:

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Gostei muito deste amanhecer.
Nem sempre precisamos de ter tudo para sorrir e viver o melhor que se pode.