Total de visualizações de página

sábado, 29 de janeiro de 2011

Libertação



  Libertação



Faz-me liberar-me todo e me espreguiçando
de costa você me encosta.

E no meu corpo vai se encaixando.

Na perda da minha identidade me faz sentir
um ser de verdade nos encaixe do meu corpo.

Volumosamente preenchendo minhas entranhas
carnais.

Num êxtase pleno de um ser selvagem e sereno
fazemos e nos refazemos nossas descobertas.

Entre quatro paredes ou escondidinho na rede
possuímo-nos.

Seres adultos e conscientes liberaram nossos
corpos e mentes.

Feito serpentes nos enrolamos novamente é um
gosto insaciável.

Que esbaldam nossos desejos e feitos loucos suam
nossos corpos e no vai e vem enlouqueço-me e
preenchido do seu presente adormeço.






http://poetadefranca.blogspot.com/
O NOVO POETA.(W.Marques).

2 comentários:

dinaaciganinha disse...

Olá poeta!
Passei para uma leitura, amei "Libertação", versos ardentes bem estrutuados, leitura gostosa.

Lindo seu blog!

bjss!

anaterezinhanavarro.blogspot.com disse...

Oi, querido,
Já sigo você há algum tempo! Também tenho um blog: anaterezinhanavarro.blogspot.com
Não sei se sabe mas sou médica e filósofa e, é claro, sempre discípula da sabedoria. Posto o que me agrada, inclusive poesias. Ainda não divulguei para ninguém. Vá lá, se lhe agradar siga-o e divulgue-o também.
Beijos...
Ana.