Total de visualizações de página

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

A Rosa que eu não mereci

video

  A Rosa que eu não mereci





Morre a sombra da escuridão.
Morre o desejo de uma louca
ação.

Morre com meu ódio sangrando.
Vai o amor que durante a vida foi
derramado.

Morre a rosa branca de neve e vai
com ela o meu sonho como uma
brisa  leve.

Vai parti e parte também o meu
coração.
Mata a vida sua que é minha e vai
 também minha ilusão.

Fúnebre é sua ida e triste também
foi sua vida.
Sonhou com irreal invejou os que
faziam  mau.

Vai, vai com Deus ou diabo, voa 
como  um  anjo ou com chifre do
 diabo.

Queria ter sido acalentado.

Queria eu  ter com seu amor me 
embriagado.

Mas foi diferente nosso corpos e
nossas mentes andaram em 
caminhos contrários.

Você foi a obra e eu operário.

Mas fui feliz de ter te encontrado.

Fico feliz de ser seu marido e estar 
ao  teu  lado.













http://poetadefranca.blogspot.com/
O NOVO POETA. (W.Marques). 

Nenhum comentário: