Total de visualizações de página

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Melancólico e vil




Melancólico e vil  






Atiraram em minhas asas cansadas sofridas e maltratadas.
Aproveitaram a hora que perdi a direção da longa estrada.
Foi na hora do vôo eu todo molhado deram gargalhadas.

Sobrevivi com vida tive as vestes e minha ilusão dilaceradas
no meu afastamento.
Perdi o caso e meu casamento com muita confusão e tormento
no meu novo lamento.

Estou machucado e reprimido e com meus fortes gemidos,
fui uma mira precisa no peito alcançado.
Domado esqueci o a ousadia e como um animal esquivo não
mato e no mato não me via mais dourado.

Enganaram-me e levaram principalmente você, não tem noção
quanta tristeza existiu.
Mas forte e enérgico continuei vivendo, ou sobrevivendo no dia
morto, forte e meio viril.

Expirei aos poucos por ternura, meu coração perdoou, mas não
esqueceu e eu também não olvidei perecendo.
Gostei demais não olhei detrás, era livre meu caminho, animalesco
cavado sem guia, sem ardil mas me mordendo.

Senti-me abandonado, cambaleando em minha estrada, em busca
de amparo,  e de um amigo febril.
bicho agatanhado mas por impulso intenso, minha trilha rescindi
uma tentativa melancólica e vil. 

Sei que uma fina flor existiu, mas que não arrostou as ventanias
duráveis da falta de vida e muito calor.
Sei que os vestígios articulam, mas os versos silenciam o que
eu abafei por um intensa falta de amor.

Serei preciso em viver os pedaços não vividos que aquietaram
meu serei  de ser...














O NOVO POETA. (W.Marques).

2 comentários:

Doris Dolly disse...

W. Marques " La melancolìa y vil "

Que pecado se comete con todos estos animales en exterminio...y poco lo que se avanza para interrumpirlo, siendo muchìsimos los animales de distintas razas, grandes o pequeñas en extinciòn.

recibe mis saludos desde Argentina

Valeria Garcia disse...

Que bela poesia meu amigo querido !!! Tens uma alma verdeiramente poética , versos sensíveis e tocantes !! um grande beijo !! adoro você !!! bjusss ,bjusss